GARANTIMOS MAIS QUE LOGÍSTICA

Head Office +55 11 5908 4050

Blog MAC Logistic

Leito do Canal do Estuário em Santos é alvo de estudo para ampliar profundidade de navegação

13-04-2018

Técnicos da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) iniciaram um estudo para avaliar o leito do Canal do Estuário, que serve de via navegável para navios no Porto de Santos, no litoral de São Paulo. O objetivo é executar um projeto piloto para reduzir as limitações operacionais restritas à profundidade do complexo.

A iniciativa começou após o assunto ser discutido com a acadêmica Susana B. Vinzon, da área de Engenharia Costeira e Oceanográfica da Universidade Federal do Rio de Janeiro, na última terça-feira (10). A especialista tratou sobre lama fluída em canais de navegação, como a existente na região estuarina de Santos.

Segundo Susana, a lama pode ser considerada uma camada navegável, conforme critérios adotados pelo Permanent International Association of Navigation Congress (Pianc). Trata-se de uma entidade que normatiza métodos e aplicações para a engenharia portuária em todo o mundo, portanto considerada referência.

O presidente da Codesp, José Alex Oliva, diz que os estudos podem convencer a Autoridade Marítima, responsável por homologar o calado operacional (profundidade máxima de navegação no canal), a utilizar os parâmetros adotados pelo Pianc. “Para tal, precisamos ser arrojados e promover os estudos necessários".

Segundo Oliva, a medida possibilitaria a navegação de navios maiores no cais santista em curto prazo. Na prática, conforme o representante da Autoridade Portuária, representa um ganho "significativo em produtividade, diminuição de custos com fretes e economia na manutenção da profundidade [dragagem]".

Ainda conforme a Estatal, os portos de Roterdã, Nantes e Zeebruge, que possuem estuários com fundo de lama semelhantes ao de Santos, operam com essa camada como integrante da profundidade náutica. Técnicos locais constataram, após análises, que não há riscos para a manobrabilidade dos navios no cais.

O objetivo da Docas é realizar um projeto piloto para fazer a avaliação das reais condições do Estuário para ampliação dos calados. No estudo, técnicos vão avaliar a densidade da lama presente ao fundo do canal navegação para saber se há ou não possibilidade de ser utilizada como camada para navegação.

Fonte: G1 via Portos e Navios / Foto: Agência CNT

Artigos Relacionados: Antaq disponibilizará aplicativo de fiscalização para dispositivos móveis Porto de Vitória faz simulações para atualizar capacidade Porto de Santos registra recordes de operação em agosto Banco Central reduz para US$ 55,3 bilhões projeção de superávit da balança comercial em 2018 Com alta do dólar, BC indica que cenário para inflação piorou e que pode subir os juros no futuro Docas aguarda inscrição de operadores para a construção da hidrovia Legalidade de 7 taxas cobradas no comércio exterior é questionada por estudo inédito da CNI Projeto estabelece modelo de exploração privada para incentivar construção de ferrovias Docas quer fornecer energia elétrica para navios atracados no Porto Porto de Paranaguá digitaliza 100% de seus procedimentos
Porto de Santos navegação Codesp Canal do Estuário

mac-logo-pos

   

       

Conheça o grupo MAC Logistic! Ficaremos honrados em atendê-los e principalmente, apoiar o desenvolvimento dos seus negócios, através de projetos logísticos customizados.

   

OFFICES

    Brazil - Head Office (55 11) 5908-4050

    Florida Office +1 305 436-5141

    Vitória Office (55 27) 2122-1777

   maclogistic@maclogistic.com

CÂMBIO

       

As operações da Mac Logistic são regidas pelas Condições Gerais de Negócios registradas no 2º Cartório Oficial de Registro de Títulos e Documentos de São Paulo sob o número 3612634.