GARANTIMOS MAIS QUE LOGÍSTICA

Head Office +55 11 5908 4050

Blog MAC Logistic

Prefeitura minimiza reflexos da alta do ISS portuário em empresas do complexo

27-11-2017

“Não vejo que o aumento de 3% para 5% da alíquota do ISS (a ser cobrado sobre atividades portuárias) vá afetar de tamanha forma o orçamento das empresas, até que elas sejam obrigadas a demitir pessoas”. A afirmação é do secretário-adjunto de Finanças da Prefeitura de Santos, Fernando Chagas.

Segundo ele, que idealizou esse plano de reajuste do Imposto Sobre Serviços (ISS) há quatro anos, o impacto da medida no orçamento das 320 companhias que atuam no Porto de Santos será de 0,02%. Na última terça-feira (21), os prefeitos de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), e de Guarujá, Válter Suman (PSB), anunciaram projetos de lei que preveem o aumento da alíquota do ISS para atividades portuárias em suas cidades. A matéria tem de ser aprovada até 31 de dezembro pelas respectivas câmaras municipais, para que o reajuste possa ser aplicado no próximo ano.

Segundo as previsões das administrações, o reajuste pode garantir uma receita de R$ 64 milhões aos cofres de Santos e R$ 40 milhões ao caixa de Guarujá em 2018. A conta leva em consideração o fato de que, se aprovada, a correção será aplicada a partir de 1º de abril. Para o secretário de Finanças da Prefeitura de Santos, Maurício Franco, é natural o questionamento de operadores portuários em relação ao novo padrão de cobrança do ISS.

No entanto, ele aponta que o tema não é o único fator a ser analisado por investidores na hora de fechar negócios no cais santista. Por este motivo, Franco não acredita que o Porto de Santos terá sua competitividade abalada com a medida. Além disso, destaca que a nova alíquota foi equiparada à praticada nas demais cidades portuárias brasileiras. Rio de Janeiro, Itaguaí (RJ), São Sebastião, Cubatão, Suape (PE), Vitória (ES) e Fortaleza (CE) recolhem 5% do tributo.

“Questão tributária impacta? Sim, impacta. Mas tem outros fatores que impactam também. O Porto de Santos está na melhor infraestrutura do País, próximo à zona produtora, no Interior de São Paulo, com ótimas estradas. Há uma série de agregados. Não é tão simples assim de passar para 5% e irem para outro lugar”, afirmou Franco. De acordo com o secretário de Finanças, no próximo ano, a Prefeitura deve arrecadar R$ 479 milhões com o ISS. Uma parcela de 60% desse valor corresponde à operação portuária no cais santista.

Destinação

O novo ISS portuário de Santos aumentará a arrecadação em R$ 80 milhões anualmente – em 2018 devem ser R$ 64 milhões a mais, pois o reajuste só valerá a partir de abril. Essa nova receita ajudará a Prefeitura a bancar o empréstimo de R$ 290 milhões que foi feito para custear obras na entrada da Cidade. No total, a Administração Municipal terá 240 meses para arcar com o custo de sua parte na obra, avaliada em R$ 750 milhões. O Estado investirá R$ 265 milhões. A União ainda não concluiu os estudos de sua parcela no empreendimento, que viabilizará um novo acesso ao cais. A decisão de aumentar o ISS das operações portuárias surgiu há quatro anos, quando o Departamento de Orçamento e Gestão da Prefeitura, então chefiado por Chagas, iniciou um plano para garantir recursos aos acessos ao Porto.

Segundo o executivo, a equipe identificou a necessidade destes investimentos e passou a estudar a melhor forma de viabilizá-los financeiramente. “O setor que vai, de certa forma, ser beneficiado deveria colaborar com o aumento de recursos”, destacou o secretárioadjunto.

Para Chagas, ao contrário do que dizem os operadores portuários, com as obras na entrada da Cidade, custeadas pelo aumento do ISS, o Porto se tornará mais atrativo logisticamente. “Além do valor (do reajuste) ser percentualmente baixo (em relação ao orçamento das empresas), o investimento que faremos na entrada de Santos facilitará o tráfego de veículos pesados, aumentará o movimento do Porto e diminuirá a ociosidade que é de 50% da sua capacidade em contêiner”, afirmou.

Fonte: A Tribuna

Artigos Relacionados: Bovespa opera em alta, chegando a bater 87 mil pontos, em dia de intenso noticiário corporativo Monitor do PIB da FGV aponta alta de 1,0% em 2017 Movimentação de carga no setor portuário cresce 8,3% Dólar tem leve alta, com investidores cautelosos antes do carnaval Mercado financeiro revisa estimativa de alta do PIB para 2018 Dólar opera em alta após recuo na véspera, mas exterior segura correção Braço portuário da CMA CGM avalia terminais da Libra Com alta de 20%, Paraná é o quarto maior exportador do País Complexo Portuário de Itajaí movimentou nos doze meses mais de 1 milhão contêineres Bovespa tem 9º alta seguida e renova recorde; entenda o que está puxando a alta
Prefeitura minimiza reflexos da alta do ISS portuário em empresas do complexo

mac-logo-pos

   

       

Conheça o grupo MAC Logistic! Ficaremos honrados em atendê-los e principalmente, apoiar o desenvolvimento dos seus negócios, através de projetos logísticos customizados.

   

OFFICES

    Brazil - Head Office (55 11) 5908-4050

    Florida Office +1 305 436-5141

    Vitória Office (55 27) 2122-1777

   maclogistic@maclogistic.com

CÂMBIO

       

As operações da Mac Logistic são regidas pelas Condições Gerais de Negócios registradas no 2º Cartório Oficial de Registro de Títulos e Documentos de São Paulo sob o número 3612634.