GARANTIMOS MAIS QUE LOGÍSTICA

Head Office +55 11 5908 4050

Blog MAC Logistic

Seminário propõe intensificar uso das hidrovias na integração da América do Sul

14-07-2017

Apesar de contar com grandes bacias hidrográficas, o Brasil pouco utiliza os rios para transporte de cargas e pessoas se comparado com países vizinhos como Paraguai, Argentina e Uruguai. Intensificar o uso das hidrovias na integração da América do Sul é o principal objetivo do Seminário Internacional “Hidrovias do Mercosul” realizado nesta quinta-feira (13) na Câmara dos Deputados.

Durante o evento, promovido em conjunto pela Comissão de Viação de Transportes da Câmara e pela Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul, o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Adalberto Tokarski, afirmou que o uso do modal hidroviário no Brasil é irrisório e se limita a poucos produtos. Minério de Ferro e manganês respondem, por exemplo,  por quase 90% das cargas transportadas na Hidrovia Paraguai-Paraná.

Segundo ele, o volume de cargas no trecho chegou a 7 milhões de toneladas em 2014, mas caiu para apenas 3 milhões de toneladas em 2016. Hoje, 9 em cada 10 embarcações que navegam na hidrovia têm bandeira paraguaia.

– Precisamos redefinir a política para as hidrovias para fomentar o uso desse tipo de transporte. É um caminho para o escoamento de grãos e outros produtos – afirmou.

Há dez anos, o Brasil contava com 500 embarcações que faziam  transporte hidroviário.

Hoje, apenas 51 estão registradas na Antaq. O número é ainda mais preocupante quando comparado com os países vizinhos, segundo o diretor da Antaq. Paraguai tem 1910 embarcações hidroviárias, enquanto que a Argentina conta com 850, Uruguai, 298, e a Bolívia, 333.

– A posição do Brasil incomoda. Entendemos que a hidrovia tem que ser um eixo de desenvolvimento dos países – disse.

Torarski observou que o custo logístico é muito maior ao enviar um contêiner do Mato Grosso para a Argentina por meio do Porto de Santos, passando por rodovias, do que seria por transporte fluvial.

De acordo com o diretor de Infraestrutura Aquaviária do Dnit, Erick Moura Medeiros, o governo trabalha na dragagem e sinalização de hidrovias e avalia a possibilidade de transferir a operação de alguns trechos à iniciativa privada, por meio de concessão. Incentivar o transporte aquavirário é uma preocupação do Ministério dos Transportes, garante.

A senadora paraguaia Mirtha Melgarejo e os deputados José Stédile (PSB-RS) e Hugo Leal (PSB-RJ) destacaram a importância estratégica das hidrovias para facilitar o comércio entre os países do continente.

– Precisamos de investimentos para transformar essas hidrovias efetivamente em uma política de integração – assinalou Leal.

(Fonte: Agência Senado)

Artigos Relacionados: 11º Seminário sobre Sustentabilidade e Meio Ambiente Marinho Brasil e Paraguai buscam impulsionar integração produtiva e aumentar corrente de comércio Clima Econômico da América Latina fica abaixo da média dos últimos 10 anos Hidrovias são estratégicas, diz presidente da Antaq Governo americano suspende todas as importações de carne fresca do Brasil MDIC assina Memorando de Entendimento com Banco de Desenvolvimento da América Latina Santos lidera operação de contêineres na América Latina BID propõe criação de área de livre comércio na América Latina Codesp vai estudar criação de hidrovias na região do Porto BRICS, asiáticos e latino-americanos são alternativas ao discurso de Trump
Seminário propõe intensificar uso das hidrovias na integração da América do Sul

mac-logo-pos

   

       

Conheça o grupo MAC Logistic! Ficaremos honrados em atendê-los e principalmente, apoiar o desenvolvimento dos seus negócios, através de projetos logísticos customizados.

   

OFFICES

    Brazil - Head Office (55 11) 5908-4050

    Florida Office +1 305 436-5141

    Vitória Office (55 27) 2122-1777

   maclogistic@maclogistic.com

CÂMBIO

       

As operações da Mac Logistic são regidas pelas Condições Gerais de Negócios registradas no 2º Cartório Oficial de Registro de Títulos e Documentos de São Paulo sob o número 3612634.