Head Office +55 11 5908 4050
Head Office +55 11 5908 4050 | ÁREA RESTRITA

Indústrias de São Paulo se pronunciam sobre racionamento de água

Indústrias de São Paulo se pronunciam sobre racionamento de água
23/07/2014

O Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp) realizou uma pesquisa com 413 indústrias durante o mês de maio deste ano e 67,6% se mostraram preocupadas com a possibilidade de um racionamento de água ainda em 2014. As empresas de grande porte – que possuem 500 empregados ou mais – são as mais preocupadas.

Em uma situação hipotética de interrupção no fornecimento de água, 64,9% das empresas preveem impacto em seu faturamento, sendo que 17,9% dessa porcentagem avaliam o impacto como forte e 47% o consideram pequeno. Entre essas indústrias, 62,2% indicam que a produção será prejudicada, mas não precisará ser interrompida durante o racionamento; 11,9% paralisariam a produção apenas durante a interrupção e retomada assim que possível; e 12,1% afirmaram que a produção não seria afetada.

Das empresas que responderam a pesquisa, 54,4% não têm uma fonte alternativa de água, 21,8% possuem uma fonte alternativa e são capazes de manter a produção em caso de racionamento e 20,8% não dependem do sistema de abastecimento de água.

Leia a matéria completa no Portogente, em http://bit.ly/WBmLgB.