Head Office +55 11 5908 4050
Head Office +55 11 5908 4050 | ÁREA RESTRITA

Dólar opera em alta e volta a ser negociado acima de R$ 3,30

Dólar opera em alta e volta a ser negociado acima de R$ 3,30
29/06/2017

O dólar opera em alta nesta quinta-feira (29), depois que o governo conseguiu aprovar a reforma trabalhista na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e após o governo fixar uma meta de inflação mais baixa do que a atual para os anos de 2019 e 2020.

Segundo a Reuters, os investidores aproveitavam os preços mais atrativos da moeda, após o dólar ter encerrado na véspera em queda de 1,01%, cotado a R$ 3,2849 na venda.

Às 14h49, a moeda norte-americana subia 0,75%, a R$ 3,3095. Veja a cotação hoje.

O Banco Central realizará nesta sessão leilão de até 7,6 mil swaps cambiais tradicionais – equivalentes à venda futura de dólares – para concluir a rolagem dos contratos que vencem em julho.

Cenário local

“O ânimo hoje não está tão pessimista e muitos investidores e importadores aproveitam os preços recentes para comprar. Mas o cenário político ainda é incerto”, destacou à Reuters a diretora de câmbio da AGK Corretora, Miriam Tavares.

Na abertura dos negócios, a moeda caiu e bateu a mínima de R$ 3,2744, com os investidores reagindo com otimismo à aprovação com folga da reforma trabalhista na CCJ do Senado, por 16 votos a 9. A expectativa é de que o projeto da reforma trabalhista seja votado em plenário na próxima semana.

“A formação da taxa Ptax de final de mês também pode estar exercendo alguma influência sobre os negócios”, disse à Reuters o sócio da Onnix Corretora, Vanderley Muniz. A Ptax é uma taxa calculada pelo Banco Central e serve de referência para diversos contratos cambiais. Os investidores tentam puxar as cotações para atender a suas necessidades.

A alta do dólar ante diversas divisas de países emergentes no exterior, como ante o peso mexicano e rand sul-africano também servia de influência à moeda no Brasil, segundo os profissionais.

Na véspera, o dólar fechou em queda de 1,01%, a R$ 3,2849. No mês, a moeda acumula alta de 1,5% e no ano, de 1,08%.

Fonte: G1