Head Office +55 11 5908 4050
Head Office +55 11 5908 4050 | ÁREA RESTRITA

Dólar opera em queda, com negociações EUA-China de volta ao radar

Dólar opera em queda, com negociações EUA-China de volta ao radar
25/10/2019 zweiarts

O dólar opera em queda nesta sexta-feira (25), com as negociações comerciais entre EUA e China voltando ao foco dos investidores e o mercado ainda repercutindo a aprovação da reforma da Previdência, em meio a expectativas sobre a entrada de fluxos no Brasil.

Às 10h50, a moeda norte-americana recuava 0,77%, vendida a R$ 4,0128. Veja mais cotações.

Na quinta-feira, a moeda norte-americana subiu 0,28%, a R$ 4,0441. Na mínima da sessão, chegou a R$ 3,9989. Em outubro, a moeda norte-americana acumula queda de 2,67%. No ano, no entanto, tem alta de 4,39%.

Autoridades comerciais dos EUA e da China irão discutir nesta sexta-feira planos para a China comprar mais produtos agrícolas dos EUA, mas em troca Pequim irá pedir o cancelamento de algumas tarifas norte-americanas planejadas e em vigor sobre importações chinesas, segundo a Reuters.

O chefe do Departamento de Estatísticas do Banco Central, Fernando Rocha, disse na quinta-feira (24) que há perspectiva de ingresso de R$ 100 bilhões no país para pagar o chamado bônus de assinatura, a ser dividido entre a Petrobras, o governo, estados e municípios – com possível impacto sobre o dólar.

Questionado se o BC vai “enxugar” o mercado, ou seja, retirar esses valores de circulação por meio da compra de moedas, ele não respondeu: “O BC vai atuar conforme achar necessário”, se limitou a dizer.

O Banco Central informou na quinta-feira que dará sequência ao longo de novembro a leilões de dólar à vista, swap cambial reverso e swap tradicional, mantendo a estratégia de troca de instrumentos em curso desde agosto.

Nesta sessão, o Banco Central ofertará 10.500 contratos de swap cambial reverso e até 525 milhões em moeda spot. Adicionalmente, a autarquia também ofertará contratos de swap tradicional, para rolagem do vencimento dezembro de 2019.

Fonte: G1