Head Office +55 11 5908 4050

ÁREA RESTRITA | CANAL DE DENÚNCIAS
Head Office +55 11 5908 4050 | ÁREA RESTRITA | CANAL DE DENÚNCIAS

Porto de Maceió receberá investimento de R$ 100 milhões

Porto de Maceió receberá investimento de R$ 100 milhões
21/09/2016

O ministro dos Transportes, Maurício Quintella anunciou essa semana investimentos de R$ 100 milhões no Porto de Maceió, destinados a obras. De acordo com Quintella, a garantia de recurso do orçamento para o próximo ano em Alagoas é de R$ 80 milhões na execução das obras de dragagem. Com este investimento, o Estado eleva o calado do Porto para 12,5 metros de altura, de forma a comportar embarcações maiores.

“A última limpeza realizada aqui foi em 1998, e não foi uma dragagem. Nos últimos anos, perdemos muito por falta de investimento e a crise econômica. Todo esse investimento é para o ano que vem, mas já está garantido. Por enquanto, vamos lutar para garantir mais recursos, como a reestruturação urbanística do Porto”, anunciou o ministro.

Outro ponto citado por Quintella é investimento em rodovias federais, além do viaduto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares. Segundo ele, todas as rodovias de Alagoas estão com orçamento garantido para 2016 e 2017, e há um comprometimento de recurso para 2018.

“A bancada vai nos ajudar a manter o orçamento de quase R$ 800 milhões, o que coloca Alagoas atrás apenas dos estados de Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Também trouxemos recursos para o viaduto da PRF”, disse, cujo projeto foi aprovado pelo DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes), faltando somente a licitação.

O ministro disse acreditar que até o fim do ano, as obras do viaduto serão iniciadas. Sobre o aeroporto, no próximo dia 30, serão inaugurados os novos fingers.

A verba de R$ 100 milhões foi garantida pelo deputado Marx Beltrão, com o apoio da bancada federal alagoana. De acordo com o parlamentar, o Porto de Maceió contará com estrutura suficiente para receber grandes transatlânticos, atraindo turistas e gerando emprego e renda.

Fonte: Guia Marítimo