Head Office +55 11 5908 4050
Head Office +55 11 5908 4050 | ÁREA RESTRITA

O momento de fixar a marca Brasil no coração dos russos

O momento de fixar a marca Brasil no coração dos russos
13/06/2018

Por Adroaldo Lazzarotto, professor, coordenador da Linha de Formação de Negócios Internacionais do curso de Administração da PUCRS

O fato de a Rússia ser um dos membros do bloco econômico do qual fazem parte também Brasil, Índia, China e África do Sul (Brics) já caracteriza os russos como um parceiro interessante. Além disso, Rússia e Brasil fazem parte de outros organismos internacionais de representatividade. Não podemos considerar apenas o fato de termos a Copa do Mundo naquele país, mas, junto a isso, um grande mercado. Um potencial parceiro por si só, mas também para a penetração nos demais países da região. Por que isso? Estamos falando de um grande líder na região. Vejam o quanto a Rússia representa para nós! É o famoso efeito multiplicador.

Assim, a Rússia e os seus vizinhos representam um importante mercado para o Rio Grande do Sul. Mas aquele país ainda, pela sua política diplomática, influencia outros países espalhados por outros continentes.

Os principais produtos importados, muitos deles, têm origem brasileira. Entre eles, estão: soja, proteínas de origem animal (bovina, suína e aves) e folhas de fumo. Estamos falando de um mercado interessante, potencial, relevante e importante para os nossos produtos. Portanto, a ampliação desses produtos, por si só, seria um grande ganho para a nossa economia. Mas esses produtos e negócios já são conhecidos. Onde está a oportunidade? Ela está, com certeza, em produtos não conhecidos ainda e em serviços.

Estamos diante de uma oportunidade ímpar. A realização da Copa do Mundo na Rússia e a participação do Brasil representam a oportunidade única de incentivarmos as nossas relações bilaterais. De um lado, a presença de muitos jornalistas representando as mídias e meios de comunicação vai nos permitir desbravar mais os conhecimentos sobre a Rússia. A partir da presença desses profissionais, muito vai se falar, escrever, gerar imagens e informações. Com essa imensa quantidade de informações, começamos a desbravar essa oportunidade. Por outro lado, com a presença da Seleção Brasileira na Copa, temos um grande momento de fixar a marca Brasil no coração dos russos. Quanto mais a nossa Seleção avançar rumo à conquista do hexacampeonato, com certeza, melhor para nós, brasileiros.

Mas que oportunidades estamos abordando? Visão de negócios para os dois sentidos, com vantagem para ambos. Estamos nos referindo à piscicultura, tanto em relação à captura quanto a produção, processamento e comercialização; além da infraestrutura na área ferroviária. Um exemplo é a exportação de frutas brasileiras e seus derivados, principalmente sucos, proteína animal (nas suas variadas e diversificadas ofertas de produtos), tecnologias aeroespacial, de aviação e nuclear, bancária, entre outros.

O que pode transformar a Rússia em heroína? A nossa capacidade, por meio deste momento da Copa do Mundo, de conquistar os russos. O que fazer? Restabelecer a confiança no Brasil e nas suas organizações, ou seja, combinar com os russos. Com isso, restabeleceríamos as exportações de proteínas de origem animal.

Fonte: Gauchazh