Head Office +55 11 5908 4050
Head Office +55 11 5908 4050 | ÁREA RESTRITA

Como funciona gestão de crise e compliance?

Como funciona gestão de crise e compliance?
31/03/2022 zweiarts

Temas muito comuns no meio corporativo nos últimos tempos, gestão de crise e compliance tornaram-se áreas essenciais para todos os tipos de empresas dos mais variados ramos que buscam expandir e se preparar para o mercado. Por enquanto, gestão de crise e compliance não são áreas completamente separadas das demais, mas sim protocolos que são planejados e inseridos para minimizar diferentes riscos ao negócio.

O QUE É A GESTÃO DE CRISE?

A gestão de crise caminha junto com a gestão de riscos. Os diferentes setores da empresa devem analisar os diferentes problemas que a empresa pode enfrentar nas mais variadas áreas e como cada um desses problemas vai afetar a percepção pública da empresa para clientes e a população em geral. Após o mapeamento dos riscos e o quanto cada um deles pode afetar o seu negócio, é importante buscar maneiras de como lidar caso algum deles venha a ocorrer.

Crises muitas vezes podem ser geridas, mas quase nunca evitadas, eventualmente toda empresa e negócio irá passar por uma crise, o importante para determinar seu tamanho é a capacidade de gestão interna e o planejamento para lidar com essa crise. Além disso, muitas vezes independente do planejamento que é realizado e da gestão, certas informações ou acontecimentos externos podem aumentar ou diminuir a crise, o importante é buscar manter o controle da situação e antecipar os próximos passos.

Quando uma crise começa, ela não possui data para acabar, mesmo com um planejamento e mapeamento de riscos de forma eficiente. Por isso, a conduta adequada em uma gestão de crise, é entender que trata-se de um processo duradouro, que pode se estender para além do olhar do público e evitar que ela volte a se repetir mesmo depois de apaziguada.

E COMPLIANCE, O QUE SERIA?

Implementada cada vez mais nas grandes empresas, compliance é uma das maneiras encontradas para reduzir os riscos de uma possível crise. Por meio de um processo corporativo que avalia riscos éticos que podem ser cometidos pelos colaboradores, ajudando com a elaboração de processos corporativos para diminuir e controlar internamente dilemas éticos e se certificar que todos os colaboradores estão seguindo corretamente as normas da empresa.

Esse sistema necessita de um monitoramento constante, com canais de comunicação abertos para que os colaboradores possam falar e denunciar problemas éticos e contra as regras da empresa que eles podem encontrar ou presenciar em seu dia a dia de trabalho.

Um sistema de compliance bem implementado e com bons canais de comunicação interna, tem se provado essencial para a prevenção de possíveis crises e para gerir de forma correta a reputação da empresa, certificando-se que os colaboradores, stakeholders e o público entendam que a empresa possui os mecanismos corretos para manter um ambiente ético.