Head Office +55 11 5908 4050
Head Office +55 11 5908 4050 | ÁREA RESTRITA

Governo deseja reduzir a frota nacional de caminhões de carga

Governo deseja reduzir a frota nacional de caminhões de carga
19/03/2015

Ainda este ano, para facilitar a fiscalização e combater os veículos irregulares que estão inseridos na cadeia logística nacional, o governo deseja recadastrar todos os veículos que fazem frete, registrados na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O plano é distribuir chips e adesivos de identificação para os veículos autorizados, permitindo a fiscalização automática em uma rede que contará com aproximadamente 200 pontos pelo país.

Hoje, há no Brasil em torno de 3,2 milhões de caminhões, sendo que quase metade está apta a fazer frete; a outra metade só pode operar para a própria empresa, sem registro da ANTT. A estimativa é que o excedente de caminhões esteja em 300 mil veículos. O conflito entre oferta e procura interfere diretamente a logística nacional, pois achata o valor do frete, prejudicando especialmente os caminhoneiros autônomos, cerca de 45% dos fretistas.

O impasse da regularização e como esta deve ser implantada ainda está sendo debatido por representantes do governo federal, dos empresários e dos caminhoneiros.

Leia mais na Folha de S. Paulo, em http://bit.ly/19wQfTf.