Head Office +55 11 5908 4050
Head Office +55 11 5908 4050 | ÁREA RESTRITA

Você sabe como funciona o Comex 4.0?

Você sabe como funciona o Comex 4.0?
01/10/2021 zweiarts

O termo 4.0 não é novidade, já que ele vem sendo aplicado em diversas áreas do mercado e com o Comex não seria diferente. O avanço da tecnologia trouxe novas possibilidades e a inovação se tornou crucial para evolução.

A indústria é um ótimo exemplo de que acompanhar a forma como a sociedade evolui para entender novas necessidades é importante e essencial. Quando o assunto é tecnologia, não dá para ficar para trás. Mas fique tranquilo, se você nunca ouviu falar de Comex 4.0, vem com a gente que vamos te explicar tudo!

Porque o termo 4.0?

O termo 4.0 remete à quarta revolução industrial e seu objetivo é trazer conectividade entre diversas tecnologias diferentes para ganhar mais produtividade, assertividade, reduzir custos e integrar processos.

Algumas das tecnologias mais faladas que fazem muito bem esse papel são: Internet das Coisas, Inteligência Artificial, Blockchain e Big Data. Elas são capazes de automatizar processos, garantir confiabilidade e transparência, e, também, otimizar custos.

A evolução do Comex até aqui

Para falarmos de futuro, é muito importante revisitarmos também o passado. Um dos principais acontecimentos para o Comex em relação a tecnologia, aconteceu entre os anos de 93 e 97 com o lançamento do Sistema Integrado de Comércio Exterior, o SISCOMEX. Super pioneiro na época, ele foi o responsável por integrar etapas operacionais que antes eram muito mais burocráticas.

Este sistema foi ganhando melhorias ao passar do tempo e em 2012 o SISCOMEX passou a ser online e mais digital.

Deixando os sistemas públicos de lado e falando um pouco de empresas privadas, notamos que com o avanço do SISCOMEX novas necessidades nasceram. As empresas perceberam que para a otimização de processos acontecesse, era necessário investir. Desde então vemos os investimentos em tecnologia crescerem cada dia mais.

Segundo pesquisa da EBDI, empresas que possuem em média 2 mil funcionários, declararam investir em 2021 cerca de R$ 4 milhões em suas áreas de TI – metade deste valor em soluções tecnológicas e o restante em infraestrutura.

 

Investimentos em T.I crescem em 2021

Além da busca pela redução de custos, outros motivos pelos quais as empresas investem são a otimização do tempo, trackeamento de falhas e erros em processos, sustentabilidade, melhoria na organização dos processos e mitigação de riscos.

E é nesse sentido que as novas tecnologias cumprem o seu papel auxiliando para que todos esses objetivos sejam alcançados. Vamos conhecer algumas delas?

Big Data 

Big data nada mais é do que dados. Dados organizados de forma inteligente e que, quando interpretados com um certo objetivo, podem trazer grandes ganhos e auxiliar na tomada de decisões.

Automação

A automação existe para reduzir ou eliminar tarefas manuais. Pode ocorrer dentro de um processo simples, como um envio de e-mail, e até o uso dentro de tarefas mais complexas como máquinas industriais que ganham autonomia, sem a necessidade de interferência humana.

Business Intelligence

É o Big data combinado com gestão empresarial para tomada de decisão baseado em dados. O uso de dashboards facilita a rotina de gestores, pois informações compiladas de maneira estratégica dão suporte analítico de forma inteligente.

Inteligência Artificial (AI)

A Inteligência Artificial é um sistema que pode trabalhar de forma autônoma, baseado em dados ou no próprio comportamento humano. Sim, hoje somos nós que ensinamos as máquinas. Um bom exemplo de AI no comércio exterior é a capacidade de identificação de falhas em diferentes etapas do processo, até mesmo em documentações. Otimização de custos também pode estar garantidas com o uso dessa tecnologia, sendo possível a escolha da melhor rota, na armazenagem de uma carga, na necessidade de redestinação para outro terminal, na precificação de frete internacional, entre outros.

Blockchain

O blockchain é uma tecnologia que vai muito além das criptomoedas. Ele garante transparência e confiabilidade em todas as etapas do processo, pois, uma vez que informações são registradas com o uso dessa tecnologia, se tornam imutáveis. Sendo impossível que sejam fraudadas e adulteradas.

Grandes players do mercado, como a Maersk e Walmart,  já usam o Blockchain em suas operações logísticas. O Walmart, por exemplo, rastreia mais de 25 produtos de 5 fornecedores diferentes usando o IBM Blockchain, que é construído usando a modalidade Hyperledger Fabric.

Internet das Coisas (IOT)

A Internet das Coisas nada mais é do que garantir inteligência tecnológica para objetivos inanimados, como um caminhão, um pallet ou uma carga específica, com a intenção de garantir controle e gestão. Esse tipo de tecnologia pode ser aplicada, por exemplo, em casos onde a carga não pode sofrer oscilação de temperatura. Diversos sensores são instalados para que, durante o caminho, a temperatura seja aferida e monitorada em tempo real por uma equipe que recebe as informações in loco.

Minha empresa pode se adequar ao Comex 4.0?

A resposta é sim! O acesso à informação nos possibilita buscar novas maneiras de suprir velhas necessidades e, neste sentido, é importantíssimo ter parceiros que entendam a sua dor.

Se você chegou até aqui, com certeza entende o que estou dizendo. Ter um bom parceiro é essencial na implementação de novas tecnologias e a MAC dá todo o suporte na resolução de problemas, garantindo otimização de tempo e custos para seus clientes.

Conte com a MAC Logistic, muito mais que logística.